Esquilo-vermelho. Foto: Peter Trimming / Wiki Commons

A trabalhar para saber como estão os nossos mamíferos

Primeiro registo em

2014

do rato-das-neves em Portugal

Havia apenas

1

espécie ameaçada em 2005, rato-de-Cabrera

Leirões podem ter até

5

crias por ninhada

Roedores (Rodentia)

A esta Ordem pertencem os ratos e as ratazanas. Os roedores têm dentes especializados para roer e mastigar: um par incisivos de crescimento contínuo em cada maxilar e um grande espaço entre os incisivos e os molares, chamado de diastema.

Em Portugal Continental estão registadas 14 espécies nesta Ordem. Destas, uma está ameaçada em Portugal, segundo o Livro Vermelho dos Vertebrados, de 2005: o rato de Cabrera (Vulnerável). 

Apenas o leirão está classificado como DD, ainda segundo o mesmo Livro Vermelho. É, por isso, uma espécie prioritária para o nosso trabalho de recolha de dados novos no terreno.

As outras espécies alvo deste projeto são:

  • Rato-de-água, espécie com distribuição reduzida na Europa e classificada como Vulnerável a nível global
  • Rato-dos-prados, apenas dado como presente em Portugal em 2001
  • Rato-do-campo-lusitano, cuja linhagem evolutiva em Portugal foi reconhecida como espécie distinta em 2017
  • Rato-das-neves, cuja presença no país só foi confirmada em 2016

“Ser pequeno não implica ser menor. Os mamíferos não voadores de pequeno porte ocorrem em Portugal em todos os habitats terrestres e aquáticos não marinhos. Os desafios da sobrevivência associados às pequenas dimensões, onde a manutenção da temperatura corporal implica um gasto energético ímpar, são superados por adaptações comportamentais, sociais, fisiológicas e ecológicas distintas entre as várias espécies, o que lhes confere uma diversidade única”, afirma António Mira, coordenador da equipa dos Pequenos Mamíferos, ligado à Universidade de Évora.

“Muitas espécies são elementos chave dos ecossistemas que promovem o arejamento do solo, dispersão de sementes e transporte de nutrientes. O seu pequeno tamanho torna-os impercetíveis e o público em geral acha que são todos iguais. Descobrir que não é assim, estudar as diferenças e mostrá-las ao mundo de uma forma que as pessoas entendam é, simultaneamente, o maior desafio e o maior fascínio associados ao estudo destes animais”, sublinha o mesmo responsável.

Espécies de Rodentia conhecidas em Portugal Continental

  • Esquilo-vermelho (Sciurus vulgaris)
  • Leirão (Eliomys quercinus)
  • Rato-do-campo (Apodemus sylvaticus)
  • Rato-caseiro (Mus musculus)
  • Rato-das-hortas (Mus spretus)
  • Ratazana (Rattus norvegicus)
  • Rato-preto (Rattus rattus)
  • Rato-dos-lameiros (Arvicola amphibius)
  • Rato-de-água (Arvicola sapidus)
  • Rato-das-neves (Chionomys nivalis)
  • Rato-dos-prados (Microtus arvalis)
  • Rato de Cabrera (Microtus cabrerae)
  • Rato-do-campo-lusitano (Microtus rozianus)
  • Rato-cego-mediterrânico (Microtus duodecimcostatus)
  • Rato-cego (Microtus lusitanicus)

Beneficiário

Parceiro

Cofinanciamento

Cofinanciamento

Cofinanciamento

Cofinanciamento